Índice Projeciologia    -     Índice do Site Principal    -     compilado por Beraldo Figueiredo          -       Página Projeciologia  

      - Página Principal

15 - EXPERIÊNCIAS FORA DO CORPO:

 Voltar para parte 1 até a 4  - Clique no assunto que irá cair no texto

 

Parte 5:  

 

01. Cordão Astral.

 

 

 

 

-----------------------------

Parte 5:

 

01. Cordão Astral .

02. Exercendo Pressão.

03. Tendo a Sensação do Cordão.

04. Chakra Ativo.

05. Você está pronto para fazer Projeção?

06. Quando fazer Os Exercícios.

07. A Sua Seqüência de Projeção.

08. A Seqüência Completa.

09. Como Utilizar o Cordão.

10. Uma Variação do Método do Cordão.

11. A Mecânica de Funcionamento do Cordão.

12. Quanto Tempo isso Tudo Leva?

13. Minha Primeira Projeção com o Método do Cordão.

14. Lembrando de Tudo.

15. Preso?

 

5.1. Cordão Astral:

 

Um  ingrediente  chave  para  as  novas  técnicas  de  projeção  é  um  cordão  imaginário,  invisível pendurado no seu teto. Esse cordão será usado para exercer pressão dinâmica em um único ponto no seu corpo astral para forçar a sua separação do corpo físico.

 

A técnica do cordão é similar, porém mais direta e consequentemente mais efetiva que outros métodos passivos e indiretos, tais como puxar vibrações para você, ou visualizar-se em frente a você  mesmo.  A  idéia  de  puxar  vibrações  para  vo é  vagamente  ilógica,  se  você  entender  a mecânica da projeção.

 

As vibrações são um efeito e NÃO a causa da projeção. Quando pressão suficiente é exercida no corpo astral para soltá-lo suficientemente, o corpo energético se expande e a energia flui através do  sistema  de  chakras  a  fim  de  ser  armazenada  no  corpo  energético.  Esse  fluxo  de  energia através de centenas de chakras e sua rede de conexão, ou meridianos, CAUSA essas vibrações.

Isso acontece normalmente durante o sono, sem que se perceba.

 

 

5.2. Exercendo Pressão:

 

Os métodos indiretos, mais passivos, de projeção realmente exercem alguma pressão no corpo astral  para  que  ele  se  separe,  mas  sobre uma  grande  área.  Eles  ainda  deslocam  o  ponto  de consciência para fora do corpo. Qualquer ação mental que exteriorize o ponto de consciência irá aplicar alguma pressão no corpo astral.

 

A ação de puxar-se mão sobre mão para cima  de um cordão (como subir numa corda) é uma forte  ação  natural,  direcionada  a  um  único  ponto,  fácil  para  que  você  se  imagine  fazendo.  A técnica  do  cordão  concentra  todos  os  seus  recursos  mentais  em  uma  forte  ação  dinâmica  que exerce um alto nível de pressão diretamente em um único ponto do corpo astral.

 

Existem também muitas outras maneiras, mais sutis, que exercem pressão no corpo astral. Muitas dessas não são atribuídas a este propósito. A maioria dos exercícios de meditação, por exemplo, exercem  pressão  passiva  no  corpo  astral.  Você  pode  imaginar  que  está descendo  em  um elevador,  caindo,  descendo  uma  escada,  ou  simplesmente  flutuando  para  baixo.  Qualquer  que seja a técnica, ela é destinada a reduzir a atividade cerebral. Qualquer sensação interna de queda auto  induzida,  põe  pressão  passiva  no  corpo  astral,  o  que fará  com  que  a  atividade  cerebral diminua e trará o estado de transe onde um nível mais profundo da mente é revelado.

 

A  ação  interna  de  queda  desloca  obtusamente  a  consciência  para  fora  do  corpo,  aplicando pressão passiva no corpo astral sobre uma grande área, mas ao inverso daquela necessária para projeção, exp.: pressão geral para baixo. Isto, de certa forma, é como tentar fazer com que seu corpo astral caia para fora de seu corpo físico por conta própria, exp.: o seu ponto de consciência tenta cair para baixo, para fora do corpo físico.

 

O quê a maioria das pessoas faz para realizar a projeção é: ou exercer pressão passiva para frente no corpo astral, visualizando-se flutuando para fora de si mesmos, exp.: conseguir o reflexo da projeção. Ou, elas tentam um método mais direto, tal como visualizarem-se fora de seus próprios corpos, o que é muito, muito, difícil. Vamos encarar, 99% das pessoas não conseguem visualizar adequadamente e, o ato de visualizar-se mentalmente FORA do próprio corpo, E deslocar a sua consciência  PARA  essa  visualização  é  quase  impossível  para a maioria  das  pessoas.  Outro método popular é tentar puxar vibrações para dentro de você. Este método é ligeiramente mais eficiente que a maioria porque ele exerce alguma pressão em um único ponto, mas ele ainda é

uma ação mental indireta e, logo, obtusa.

 

Todos os motivos citados, e a falta de informação geral sobre a mecânica da projeção (como ela acontece)  contam  para  taxa  de  falhas  extremamente  alta  entre  as  pessoas  aprendendo  a  fazer projeção.

 

Mantendo pressão passiva, sobre uma grande área, no corpo astral, durante tempo suficiente, irá ativar  o  reflexo  da  projeção, eventualmente.  Mas  isso  pode  levar  muito  tempo  e  pode  ser mentalmente  exaustivo.  Eu  desenvolvi,  através  de  uma  pesquisa recente,  um  método  melhor, mais  rápido  e  mais  dinâmico  de  projeção  que  é  muito  eficiente.  Eu  chamo  esta  técnica simplesmente ROPE (cordão). Não é que usar um cordão imaginário para a projeção seja uma idéia  tão  nova,  não  é,  mas  a  compreensão de  sua  mecânica  e  a  aplicação  desse  conhecimento para o cordão é.

 

Se  você  entender  totalmente  como  uma  coisa  funciona,  você  pode  usar  essa  coisa  mais eficientemente e, consequentemente, conseguir resultados melhores.

 

O novo método do cordão supera a má aplicação dos recursos mentais e o desperdício crônico de energia  mental  provocado  pelos  longos procedimentos  usuais  necessários  para  a  projeção.  O método  do  cordão  diminui  o  tempo  necessário  para  fazer  uma  projeção  e otimiza  o  uso  da energia disponível.

 

Um dos ingredientes mais importantes para uma projeção bem sucedida é estar verdadeiramente motivado. Sem essa motivação você não terá suficiente energia mental para ser bem sucedido e irá, ou adormecer, ou esquecer a projeção posteriormente. Logo, é importante manter o tempo de preparo o mais curto possível de forma que ele não seja uma tarefa mental exaustiva.

 

Uma coisa que um novato tem em abundância é entusiasmo. Entusiasmo é energia mental pura.

O método do cordão, mais a compreensão de como ele funciona, faz melhor uso desse recurso energético e melhora vastamente a taxa de sucesso.

 

5.3. Tendo a Sensação do Cordão:

 

Prenda  um  pedaço  de  fita,  barbante  ou  cordão  no  teto  em  cima  de  você.  Tenha-o  pendurado dentro  do  alcance  dos  braços  de forma  que  vo possa  estender  as  mãos  e  tocá-lo.  Toque-o freqüentemente,  até  que  você  fique  acostumado  com  onde  ele  está  em sua  mente.  Essa  fita  é apenas  uma  ajuda  tátil.  Sendo  capaz  de  estender  as  mãos  e  tocar  a  fita,  você  se  acostuma  as coordenadas espaciais de onde o cordão imaginário invisível está. Isto cresce na sua mente como uma forma de pensamento, tornando mais fácil para que você se imagine entendendo as mãos e subindo o cordão com suas mãos imaginárias.

 

Nota: Você não tem que visualizar realmente, ou ver, o cordão em qualquer momento, apenas saber onde ele deve está. Esse método não utiliza absolutamente nenhuma visualização.

 

Estendendo   as   mãos    pendurando-se   neste   cordão   imaginário   invisível   com   suas   mãos imaginárias desloca o ponto de consciência induzido da percepção corporal, para fora do corpo, com uma forte ação natural que coloca pressão direta em um ponto do corpo astral.

 

5.4. Chakra Ativo:

 

Um ponto importante, se por acaso você tiver mais atividade no seu chakra da testa, ao invés de no  seu  chakra  cardíaco,  que  é  o  caso as  vezes.  Mova  a  posição  do  seu  cordão  imaginário  de forma que seus braços estariam em um ângulo de 45 graus sobre a sua cabeça. Se vo utilizar a fita como ajuda visual, mova-a de forma que ela esteja pendurada sobre a sua cabeça, ao invés de estar sobre seu peito.

 

Mudando o ângulo do cordão desloca o ponto de aplicação da pressão que você está exercendo no corpo astral para a área do chakra mais ativo e lhe dá melhores resultados.

 

Em qualquer caso, posicione o ângulo do cordão na atitude mais natural, e fácil de imaginar para você. É importante que o ângulo e a posição do cordão imaginário pareça natural. Experimente com esse ângulo até que ele pareça certo para você.

 

5.5. Você está pronto para fazer a Projeção?

 

Todos  os  exercícios  nas  partes  anteriores  desta  série  são  o  treinamento  necessário  para  a projeção. Eles não são, entretanto, todos necessários, em si mesmos, para o processo de projeção.

Se você fizer todos os exercícios, de relaxamento, de tranqüilidade mental, de queda mental, de abertura de chakras e obtenção de energia durante a verdadeira projeção, você pode usar o seu suprimento de energia mental. Isso pode causar exaustão mental e você pode encontrar-se com pouca energia e força de vontade para a saída importante. (volta??)

 

Todos os exercícios devem ser feitos separadamente da projeção em si. Eles são exercícios de treinamento e desenvolvimento, com o propósito de melhorar o controle sobre o corpo e a mente e aumentar o fluxo de energia através dos chakras. Isso é como fazer ginástica como parte do treinamento para futebol. Você realmente não usa esses exercícios para jogar futebol, eles apenas melhoram a sua saúde e força de forma que você seja capaz de jogar futebol eficientemente.

 

Faça os exercícios de treinamento separadamente A NÃO SER QUE vo esteja tentando uma projeção avançada em tempo real. Então ainda é necessário passar por todo o procedimento, e ativar todos os chakras, antes da verdadeira projeção.

 

A parte mais importante para aprender a projeção é fazer com que o seu corpo astral se separe do físico enquanto você está totalmente consciente. Quanto mais cedo você conseguir uma projeção totalmente  consciente  melhor.  De  outra  forma,  você  pode  eventualmente desistir  de  tudo  por achar  difícil  demais.  Logo,  eu  sugiro  fortemente  a  todos  os  novatos  que  se  concentrem  na maneira mais simples, e mais efetiva de conseguir uma projeção consciente. Uma vez que você possua  algumas  experiências  de  projeção  você  pode tentar  alguns  tipos  de  projeção  mais avançadas, e consequentemente, mais difíceis.

 

Fazendo os exercícios de treinamento você aprendeu a relaxar o corpo, a limpar a mente e a se concentrar. Você começou a desenvolver a PCM (percepção corporal móvel) e aprendeu como usar a PCM, exp.: usando suas mãos imaginárias para realizar certas tarefas dentro e fora de seu  corpo.  Você  também  começou  a  despertar  e  desenvolver  os  seus  chakras  de  forma  que  o fluxo de energia está mais forte e você, esperançosamente, passou algum tempo se acostumando a estar em transe. Essas habilidades prepararam o seu corpo e mente para a projeção.

 

 

5.6. Quando fazer Os Exercícios:

 

Embora  os  exercícios,  em  si  mesmos,  não  sejam  todos  utilizados  durante  a  seqüência  de projeção,  eles  ainda  precisam  ser feitos  regularmente  a  fim  de  desenvolver  as  habilidades necessárias e os níveis de energia para a projeção consciente.

 

Eu sugiro que os exercícios de relaxamento, concentração e tranqüilização da mente sejam feitos diariamente. Use as suas mãos imaginárias com esses exercícios. O trabalho de energia com os chakras  e  os  outros  exercícios  devem  ser  feitos  pelo  menos  uma  vez  por  semana para  serem efetivos. Se você quiser fazê-los mais freqüentemente, tudo bem, apenas não se canse demais.

 

 

5.7. Sua Sequência de Projeção:

 

É difícil especificar uma seqüência de projeção universal, que todos tem níveis diferentes de competência  e  habilidade  natural.  Por  este motivo  eu  dou  uma  seqüência  de  projeção  mais flexível  e  eu  sugiro  que  você  crie  um  método  de  projeção  que  se  adapte  as suas  próprias necessidades e nível de habilidade. Tenha em mente o velho ditado: "O que funciona, funciona!". Modifique a sua seqüência até que você descubra aquilo que é certo para você, aquilo que é mais fácil e mais eficiente.

 

Primeiramente, aqui está a seqüência completa para a projeção avançada em tempo real.

 

 

5.8. A Sequência Completa:

 

1) Faça os exercícios de relaxamento completamente.

 

2) Limpe a mente utilizando a percepção da respiração.

 

3)* Entre no estado de transe usando o método de queda mental.

 

4)* Obtenha energia e abra todos os chakras.

 

5) Puxe-se para fora com o cordão imaginário.

 

Nota: A ordem dos passos 3* e 4* pode ser trocada para se adequar, exp.:, faça o trabalho de energia  antes,  ou  após,  entrar  em transe.  O  trabalho  com  energia  e  com  os  chakras  é  mais efetivo  quando  feito  em transe,  mas  algumas  pessoas  tem problemas  para entrar  nesse  estado. Fazendo o trabalho energético primeiro irá usualmente ajudar a trazer o estado de transe.

 

Nota: Se você ainda tiver problemas para entrar em transe, use o método de subida no cordão no passo  3*  ao  invés  do  exercício  de queda  mental,  até  que  você  esteja  em  transe.  Então  pare  a subida no cordão e faça o trabalho com energia antes de continuar com a projeção, exp.:, usar o cordão no passo 3* irá forçar o seu corpo para o estado de transe.

 

 

5.9. Como Utilizar o Cordão: (Técnica do Cordão)

 

Este é um método de projeção completo em si, se você tiver bons poderes de concentração. Eu sugiro  que  novatos  concentrem-se unicamente  neste  método  até  que  tenham mais  experiência. Esse método de projeção irá lhe dar uma projeção astral normal. A duração desta projeção, em tempo real, irá depender do nível de desenvolvimento dos chakras e do fluxo de energia que você obteve.

 

1) Faça o exercício de relaxamento completamente, até que esteja completamente relaxado. Isto deve levar apenas poucos minutos, não ultrapasse esse tempo.

 

2)  Estenda  suas  mãos  imaginárias  e  puxe-se,  mão  sobre  mão,  para  cima  do  cordão  forte, imaginário,  invisível  pendurado  sobre  você.  Tente  e  imagine  a  sensação  de  um  forte,  grosso, cordão em suas mãos.

 

Não tente visualizar esse cordão! Eu quero que você imagine que você es estendendo as mãos e subindo  nesse  cordão  em  completa escuridão,  assim  você  não  consegue  vê-lo  absolutamente, você apenas sabe onde ele está e pode imaginar a sensação dele. A visualização gasta energia mental valiosa que pode ser melhor aproveitada para exercer pressão direta no corpo astral.

 

Você sentirá uma ligeira sensação de tonteira (atordoamento) dentro de você conforme você faz isso,  especificamente  na  parte  superior do  seu  tronco.  Isto  é  causado  pela  pressão  dinâmica exercida no corpo astral. A sensação de tonteira vem da libertação do corpo astral. Essa sensação

de vertigem irá se intensificar quanto mais você puxe o cordão.

 

*  Nota  Muito  Importante  1:  Essa  sensação  de  tonteira  e  quaisquer  sensações  de  pressão  ou vertigem, etc, causadas pela sua ação mental de puxar-se no cordão devem ser cuidadosamente percebidas  por  você.  Aprenda  a  ação  mental  exata  que  você  está  executando para  causar  essa vertigem. Você terá que treinar a sua ação de subida mental para causar essa sensação. Então, as primeiras vezes que você tentar esse método do cordão, concentre-se em descobrir a ação mental correta para fazer isso. Uma vez que você aprenda o que você está fazendo para causar isso, e possa recriar isso a vontade, você estará realmente começando a chegar a algum lugar.

 

Nota  Muito  Importante:  IGNORE  TODAS  AS  SENSAÇÕES  QUE  SENTIR  DURANTE  A PROJEÇÃO ou isso irá distraí-lo, quebrar a sua concentração, e arruinar as suas chances para a projeção.  Concentre-se  no  simples  ato  de  subir  no  seu  cordão  a  total  exclusão  de  tudo  mais. Coloque tudo que tiver nessa ação única, mas não fique tenso, deve ser tudo mental.

 

3) Continue subindo, mão sobre mão, sempre para cima, e você sentirá a sensação de peso surgir

em você. A pressão que você está exercendo no seu corpo astral irá forçá-lo ao estado de transe. Ignore isso quando acontecer e concentre-se no que você está fazendo.

 

4) Continue subindo e você sentirá seus chakras abrirem em resposta a pressão, não pare.

 

5) Em seguida você sentirá as vibrações começarem, todo o seu corpo parecerá estar vibrando e você se sentirá paralisado. Concentre-se, com um único pensamento, subir no cordão, não pare.

 

6) Em seguida você irá se sentir libertando-se de seu corpo. Você sairá de seu corpo na direção do seu cordão imaginário e estará pairando sobre seu corpo. Você estará livre enfim!

 

Nota: Não se permita perder a concentração quando as vibrações começarem. Elas são um efeito natural causado pela energia fluindo através de todos os chakras, principais e secundários, de seu corpo.  Se  você  realmente  se  encontrar  sendo  distraído  por  isso,  gaste  mais  tempo  e  esforço fazendo os exercícios de concentração até que você supere este problema.

 

Nota: Se você não dominou o uso de suas mãos imaginárias para o relaxamento, para obtenção de energia e para o trabalho com os chakras, vo pode ter dificuldade em usá-las para subir no cordão. Isso não significa que você tem que ser capaz de abrir seus chakras suficientemente para fazer a projeção usando esse método, você não tem, apenas ajuda se você puder.

 

Esse método é muito direto. Ele reduz drasticamente o tempo necessário para fazer a projeção! Uma  vez  que  você  começe  a  utilizar  esse método  com  determinação,  você  entrará  em  transe, seus  chakras  irão  se  abrir,  as  vibrações  vão  começar  e  você  conseguirá  a projeção  muito rapidamente! A velocidade desse método pode assustar você, na primeira vez que você tentá-lo. Tudo vai parecer acontecer rápido demais. Embora você se acostumar com isso, e apreciará ter bastante energia mental para utilizar durante a projeção.

 

Se seus poderes de concentração forem bons, vo tem uma chance melhor de sair de seu corpo com  esse  método  do  que  com  qualquer outro,  mesmo  se  você  não  dominou  o  relaxamento profundo e as habilidades do transe. O que é necessário, além da habilidade de se concentrar, é a habilidade de realizar fortes ações mentais, sem qualquer ação muscular correspondente. Exp.: você tem que ser capaz de separar ações físicas e mentais.

 

Se você tiver algum problema com qualquer parte do método do cordão, analise-o, descubra a área do problema, então volte e concentre-se nos exercícios de treinamento relacionados até que você supere o problema.

 

 

5.10. Uma Variação do Método do Cordão:

 

Uma boa variação para a técnica simples do cordão, é fazer toda a seqüência de exercícios e de trabalho  de  energia  com  os  chakras primeiro,  porém  separada  da  verdadeira  projeção.  Faça  a seqüência   completa,   mas   não   feche   seus   chakras.   Levante-se    dê  um   intervalo,   fique comfortável, tome um drinque, etc. Então retorne para sua cama / cadeira, passe alguns minutos relaxando e então diretamente para o seu cordão. Isso irá aumentar a quantidade de energia disponível durante a projeção.

 

 

5.11. A Mecânica de Funcionamento do Cordão:

 

O  cordão  é  o  método  de  projeção  mais  dinâmico  de  que  se  tem  notícia  e  pode  eliminar  a necessidade de se fazer qualquer outra coisa, uma vez que ele é assimilado. Permita-me explicar um pouco mais da mecânica do que realmente acontece quando você usa o método do cordão, dividindo-o em partes:

 

Limpando a mente: O ação mental de subir no cordão limpa e ocupa totalmente a mente.

 

Atividade das ondas cerebrais: Limpando a mente e exercendo pressão dinâmica, em um único ponto, no corpo astral, força a redução da atividade das ondas cerebrais.

 

Relaxamento profundo: Reduzindo a atividade das ondas cerebrais força o corpo para um nível de relaxamento profundo.

 

Estado  de  transe:  Aplicando  pressão  dinâmica  no  corpo  astral,  enquanto  o  corpo  físico  está profundamente relaxado, e a atividade das ondas cerebrais está em um nível baixo, força a mente e o corpo para o estado de transe.

 

Os  chakras:  Aplicando  pressão  dinâmica  no  corpo  astral,  enquanto  se  está  em  transe,  força  o corpo energético a se expandir e os chakras a se abrirem.

 

Vibrações: Exercendo pressão dinâmica no corpo astral enquanto o corpo energético está no seu estado expandido e os chakras estão abertos faz com que a energia flua através dos 300 chakras excedentes no corpo e causa o estado vibracional.

 

Separação: Exercendo pressão dinâmica no corpo astral enquanto o corpo energético está no seu estado vibracional, expandido, faz com que o corpo astral se separe do físico.

 

Nota:  Se  você  exercer  pressão  suficiente  no  corpo astral,  durante  a  fase  final  da  seqüência  de projeção, a saída, ela irá eliminar o reflexo de projeção completamente. Isto força uma separação manual dos corpos astral / físico. Isto significa que: Ao invés de saída involuntária de seu corpo via reflexo de projeção, no clímax da projeção, e terminar ficando na frente de sua cama, etc;

você sairá do seu corpo na direção que você está se puxando no cordão.

 

  

5.12. Quanto Tempo isso Tudo Leva?

 

Todo o processo de projeção pode ser feito em menos de quinze minutos, eu consigo fazê-lo em menos  de  cinco  minutos.  A  velocidade do  método  permite  que  você  use  toda  a  sua  energia disponível de uma vez. Se você não conseguir sair nos primeiros quinze minutos eu duvido que você conseguirá durante esta tentativa. Se este for o caso, se levante e um intervalo e tente novamente mais tarde, ou durma um pouco.

 

O uso do método do cordão, literalmente, me surpreendeu com sua facilidade e simplicidade a primeira vez que eu o tentei. Ele diminuiu meu tempo usual de projeção (20-30 minutos, desde o início) para cerca de 5 minutos, para uma projeção astral normal. Embora eu continue usando a seqüência completa quando eu faço uma projeção em tempo real.

 

A minha análise da mecânica desse processo vem do meu próprio uso do método do cordão e da observação cuidadosa do que estava acontecendo com meu corpo durante a separação.

 

 

 

5.13. Minha Primeira Projeção com o Método do Cordão:

 

Aqui está um registro da primeira vez que eu tentei o método do cordão, enquanto eu estava desenvolvendo-o como uma teoria viável.

 

Eu deitei na minha cama, eu estava pensando na minha nova teoria. Eu estava trabalhando em uma técnica de projeção que pessoas cegas pudessem utilizar. Uma técnica que não necessitasse de  qualquer  visualização.  Eu  tive  a  idéia  de  usar  o  sentido  do  tato  para  exercer  pressão  no corpo astral, imaginação tátil, porque este sentido é muito desenvolvido em pessoas cegas.

 

Eu  deitei   por  alguns  minutos,  desenvolvendo-a  em  minha  mente,  enquanto  eu  geralmente relaxava e me preparava para dormir. Então eu decidi tentá-la, para ver se era prática.

 

Nota:  Eu  não  fiz  quaisquer  exercícios  usuais,  de  relaxamento,  tranquilização  mental  ou  de energia com os chakras. Eu queria apenas ver se poderia exercer pressão no meu corpo astral com esse método.

 

Eu  estendi  minhas  mãos  imaginárias  e  comecei  a  subir  o  cordão,  mão  sobre  mão.  Eu  senti imediatamente uma sensação de vertigem em meu estômago e na parte superior do tronco e uma sensação  de  tonteira  dentro  de  meus  ossos,  como  um  formigamento  dentro  de meus  braços  e pernas. Eu calei minha mente, interrompi todos os pensamentos, e concentrei minha vontade na ação de subida. Eu podia sentir a pressão enorme que estava aplicando no meu corpo astral, minha  cabeça  e  tronco  astral  estavam começando  a  flutuar  livres,  tentando  subir  o  cordão seguindo a linha de pressão que eu estava criando.

 

Continuei subindo, eu senti minhas ondas cerebrais caírem para o estado alfa e a sensação de peso  surgiu  sobre  mim  conforme  eu  entrei em  transe.  Eu  continuei  subindo  e  o  transe  se aprofundou, meu corpo estava paralisado naquele momento. Continuei subindo, meus chakras se  abriram por completo  e  as  vibrações  começaram.  Eu  estava  espantado,  eu  estava  fazendo  aquilo  por apenas alguns minutos! Eu continuei subindo e logo meu corpo astral se separou do físico.

 

Aquela foi completamente diferente de qualquer outra projeção que eu tinha feito. O reflexo da  projeção  não  parecia  ter  tido  tempo para  se  manifestar  e  me  projetar  para  fora  de  meu corpo. Eu, literalmente, me puxei para fora de mim mesmo. Eu flutuei sobre meu corpo físico, continuei consciente de mim mesmo na cama.

 

Eu fui atravessar a parede para o sofá, onde havia mais luz, porque estava muito escuro no meu quarto. De repente eu estava em um mundo estranho. "Em que raio de lugar estou?" eu pensei. Havia  muito  pouca  luz  e  uma  neblina  úmida  por  toda  a  minha  volta.

Havia  uma  grande construção na minha frente com um antigo telhado de sapé. Ao meu lado estava uma velha cerca de grades feita de madeira bruta rachada. Eu encostei na grade e pensei sobre tudo aquilo. Eu olhei de novo para casa e vi o reflexo de água. Havia um lago no outro lado da casa.

 

Aquilo  não  fazia  qualquer  sentido  para  mim  e  eu  estava  ficando  chateado,  então  eu  tentei  ir para outro domínio nos planos astrais. Eu olhei para minha mão, isso geralmente funciona. Ela estava  branca  e  pálida  e  parecia  irreal,  ela  começou  a  derreter  rapidamente,  como gelo  sob uma  tocha  de  fogo.  Meus  dedos  logo  eram  tocos  e  então  a  minha  mão  derreteu  e  meu  braço também. Eu tentei refazê-lo. Ele cresceu de volta porque eu me concentrei na visualização do como  ele  deveria  se  parecer,  mas  começou  a  derreter  novamente assim  que  eu  parei  de  me concentrar.

 

Então eu percebi porque esse cenário era tão familiar para mim, eu estava em um quadro! Eu tenho um grande quadro pendurado na parede do meu quarto, na exata posição onde eu tinha tentado passar através da parede. Esse quadro tinha uma casa antiga com telhado de sapé e uma cerca de madeira envolta. um lago atrás dela e está bem cedo, quando o sol está apenas começando a iluminar as coisas. Não havia dúvida sobre isso, eu estava no meu quadro.

 

Eu tive o suficiente disso, estava muito escuro para apreciar a projeção, ou para fazer qualquer coisa. Eu me concentrei no meu corpo físico, que eu ainda podia sentir. Eu me concentrei a fim de mover minha boca e olhos e isso logo me trouxe de volta para o meu corpo físico. Eu sentei na cama e pensei sobre aquilo enquanto eu registrava os resultados da minha experiência.

 

Relaxando novamente eu tentei subir o cordão de novo. Dentro de alguns minutos eu estava de volta, fora do meu corpo. "Isso é ótimo, " eu pensei! Eu pairei sobre meu corpo e olhei a sala. Lá,  no  escuro  estava  o  quadro  na  parede,  aquele  no  qual  eu  entrei  por  acidente. Eu  fui  em direção a ele novamente, apenas para ver se aconteceria de novo. Conforme eu cheguei mais perto, ele ficou maior e maior e eu pareci encolher para dentro dele. Ao invés de passar através dele,  eu  pareci  mover-me  para  dentro  dele  e   estava  eu  novamente naquele  mundo  úmido, pouco iluminado, com a casa antiga e a cerca. Tudo parecia real sobre ele, a cerca parecia feita de madeira e mesmo o ar cheirava diferente, ele tinha um cheiro de pântano como uma fazenda.

 

Deixando  o  quadro  novamente  e  retornando  ao  meu  corpo,  eu  escrevi  tudo  de  novo  no  meu caderno. Eu deitei lá, a maior parte da noite, pensando sobre o que tinha acontecido, pensando nas implicações de tudo aquilo, o que tudo aquilo significava...

 

Foi assim que eu descobri a "Projeção em Realidade Virtual" ou (PRV). Esta técnica está, no momento, na sua infância e é apenas um método grosseiro de criar um mundo personalizado. Embora, eu planeje fazer mais algumas experiências com ela em um futuro próximo, a fim de depurá-la.

 

5.14. Lembrando de Tudo:

 

Um dos maiores problemas com qualquer tipo de experiência-fora-do-corpo é se lembrar de tudo quando você acorda.

 

Aqui está o que você pode fazer sobre esse esquecimento. Logo que você acordar, sente-se na cama e puxe aquelas lembranças de volta. Sente-se e pense muito. Passe alguns minutos quieto toda manhã para fazer isso. Isso irá treinar a sua memória de sonhos.

 

Durante esse tempo quieto, pesquise frases-chave através da sua mente até que você se lembre de algo. Diga coisas como: Eu olhei no meu relógio e... Eu olhei para minhas mãos e... Eu estava andando... Eu estava falando com... Eu estava indo para... Eu estava sobre... Eu estava voando sobre... Eu estava comendo / bebendo um(a)... Eu estava dentro de... Eu estava com... Esses são exemplos de frases que podem levá-lo a um fragmento da memória de sonho no qual você pode

ser prender. Faça mais algumas frases que se apliquem a você mesmo.

 

Pode parecer que não nada em sua mente para relembrar, mas tente bastante e ponha algum esforço real nisso. Elas (as lembranças) estão lá, você tem apenas que, alcançar e localizá-las. Uma vez que você se prenda a um fragmento de memória, mais pode ser localizado e mais e mais. Você se surpreenderá com quanto você pode se lembrar desta forma.

 

É importante escrever essas lembranças logo que se lembre delas. Mesmo se você tiver que fazer isso várias vezes durante a noite. Elas podem parecer vívidas e inesquecíveis naquela hora, mas, lembranças  astrais  ou  de  sonho  vão  desaparecer  em  alguns  segundos  se  você não  registrá-las. Apenas  escreva  algumas  palavras-chave  e  você  pode  preencher  as  lacunas  mais  tarde.  Com prática, esse registro pode ser dispensado conforme sua lembrança astral se desenvolva.

 

 

 

5.15. Preso?

 

Algumas  pessoas  podem  descobrir  que  estão  presas  a  alguma  parte  de  seus  corpos  durante  a projeção. Elas podem ficar livres de seus corpos mas estarem presas na área de suas cabeças ou estômagos.  Se  isso  acontecer,  exercer  pressão  demais  por  puxar-se  no cordão  pode  causar alguma dor física e desconforto. Existem dois motivos possíveis para isso: Se você estiver preso no meio da área do estômago, pode ser relacionado a dieta. Exp.: uma proteína pesada ou uma refeição com carne pode causar isso.

 

Remédio: Faça uma refeição leve, coma bastante, mas coma peixe ou carne branca ao invés de carne vermelha, e evite gorduras, óleos, nozes e queijo.

 

Se você estiver preso pela cabeça, ou alguma outra parte, isso é um sinal de um chakra inativo, possivelmente causado por um bloqueio de energia.

 

Remédio: Concentre-se em abrir esse chakra fechado durante os exercícios com energia. Se isso acontecer durante a sua seqüência de projeção, pare tudo e abra aquele chakra, você estará em transe então será mais fácil. Uma vez que você tiver feito algum trabalho nele, tente puxar-se no cordão de novo.

 

 

 

Parte 6:

 

 

01. Mais Sobre O Cordão .

02. Uso Simples do Método do Cordão.

03. Recordação do Sonho Lúcido.

04. Sonhando Consciente.

05. Verificação da Realidade.

06. O Artifício Para O Sonho Lúcido.

07. Mudando a Localização de Sua Realidade.

08. A Forma Astral em Movimento.

09. Momentum Astral.

10. Como Se Movimentar.

11. Aprendendo A Voar.

12. Velocidade.

13. Viagem Instantânea.

14. Viagem de Longa Distância.

15. Orbitando A Terra.

16. Até Onde Você Pode Ir?

17. Vento Futuro.

18. Visões Simbólicas.

19. Exemplo de Vento Futuro.

20. Após A Visão.

21. Espelhos.

22. Uma Despedida Melhor.

 

6.1. Mais Sobre O Cordão:

 

O cordão é uma técnica de projeção muito eficiente, mas ela ainda tem que ser aprendida para ser efetiva. Eu gostaria de elaborar alguns pontos sobre a técnica, inspirado pelo retorno que recebi até agora.

 

Não nenhuma visualização requerida - ABSOLUTAMENTE - na técnica do cordão. É tudo imaginação tátil. Isso significa que você não tem que se ver fazendo isso.

 

Exp.: Para subir o cordão, a ação mental correta é exercitar a ação de subida em sua mente.

 

* Esse exercício mental - É - a técnica do cordão *

 

Você  precisa  *  mentalmente  *  ranger  os  dentes  e  esforçar-se  com  a  ação, exp.:  você  tem  que colocar esforço mental máximo nela, como se você estivesse realmente subindo um cordão, mas sem permitir que seus músculos tomem parte nisso - é tudo mental. Não deve ser permitido que seu  corpo  responda.  Você  também  precisa  sentir  que  é  muito  forte,  cheio  de  energia  e  que poderia subir num cordão desse a noite toda.

 

Você descobrirá que uma certa forma de manter o foco de sua mente, enquanto você sobe, irá exercer mais pressão no seu corpo astral do que outra. É muito importante que você perceba qual é ela e aprenda como aplicá-la. Isso irá sintonizar a sua ação de subida para o efeito máximo. Quando   você   conseguir    foco   mental   certo   para    ação,   você   sentirá   um sensação

correspondente de tonteira / queda no seu Plexo Solar.

 

Para utilizar o método do cordão com sucesso, é extremamente importante tomar uma decisão firme de fazê-lo. Essa confiança é muito importante para o sucesso. Um esforço de FAZER OU MORRER  é  necessário.  Isso  focaliza  toda  a  sua  energia  mental  em um  único  ponto,  para  um único propósito - para sair de seu corpo.

 

Muitas  pessoas  tem  me  enviado  respostas  (por  E-Mail)  de  histórias  de  sucesso.  Em  todos  os casos - elas tem praticado o método do cordão quando elas de repente decidiram dar lhe uma chance  -  REALMENTE  FAZE-LO!  Essa  confiança  no  sucesso  significa  a  diferença  entre realmente  sair  -  experiência-fora-do-corpo  -  e  experimentar  vários  níveis  de  relaxamento induzidos pelo cordão, transe, paralisia, atividade dos chakras, etc. Eu não posso dar ênfase o suficiente  para  a  importância  dessa  confiança  para  a  experiência-fora-do-corpo  induzida  pelo método do cordão.

 

Enquanto  estiver  usando  o  método  do  cordão,  IGNORE  COMPLETAMENTE  TODAS  AS SENSAÇÕES  FÍSICAS  E  QUAISQUER  RUÍDOS QUE  OUVIR.  Se  você  reagir  a  uma sensação,  de  qualquer  forma,  você  perderá  o  foco da  sua  energia  mental  e  diluirá  seu  esforço consideravelmente.

 

Todo o trabalho de chakra / energia e os outros exercícios nas partes 3 e 4, tem o objetivo de estimular o fluxo de energia no seu corpo e aumentar a concentração, força de vontade e controle mental. Aumentando o fluxo de energia durante a projeção e controlando melhor a sua mente, a duração da projeção em tempo real é aumentada. Também é mais fácil sair.

 

Você  pode  pular  todos  os  exercícios  completamente  e  concentrar-se  apenas  em  aprender  o método  do  cordão.  Todos  tem  níveis  diferentes  de  competência,  habilidade  natural  e  fluxo  de energia. Algumas pessoas precisam de muito treinamento a fim de ter uma experiência-fora-do- corpo,  outras  não.  Algumas  pessoas  vão  preferir  aprender  o  método  do  cordão  fazendo-o,  ao invés treinar para ele. Se o seu objetivo é apenas ter uma experiência-fora-do-corpo consciente,de qualquer tipo, o uso simples do método do cordão abaixo, é a sua melhor opção.

 

6.2. Uso Simples do Método do Cordão:

 

Algumas pessoas tem a impressão que o método do cordão é muito complicado. Possivelmente isso foi devido a explicação detalhada que eu dei sobre a mecânica do método do cordão na parte 5, exp.: como ele funciona.

 

O  método  do  cordão  é  a  técnica  de  projeção  mais  simples  de  que  se  tem notícia.  Tudo  que  é necessário para usar o método do cordão na sua forma mais simples, são esses dois passos:

 

 para  cama,  ou  sente  em  sua  cadeira,  relaxe  profundamente,  como  você  normalmente  faria antes de dormir.

 

Comece a subir o cordão.

 

* Isso é tudo que existe para o uso simples do método do cordão *

 

Por  não  haver  exercícios  que  consomem  tempo  ou  exercícios  de  relaxamento  complicados envolvidos,  o  uso  simples  do  método  do  cordão  tem  muitas  vantagens.  Ele  lhe  permite concentrar todos os seus recursos mentais nele. Em muitos casos isso é tudo que é necessário para lhe dar a sua primeira experiência-fora-do-corpo consciente.

 

Devido ao fato de o uso simples do método do cordão ser menos complexo, você irá se descobrir tentando  a  projeção  mais  freqüentemente,  mesmo  quando  você  estiver  cansado  -  uma  das melhores oportunidades para tentar - e não puder ser chateado com alguma coisa complicada. A maior  freqüência  das  suas  tentativas  de  projeção  lhe  darão  mais  prática  com  o  cordão  e consequentemente a técnica será dominada mais cedo.

 

 

 

6.3. Recordação do Sonho Lúcido:

 

Eu tenho tido muitos relatos ótimos de sonhos vívidos e atividade de sonho lúcido aumentada de pessoas fazendo os exercícios de treinamento de energia / chakras. Isso está acontecendo muito freqüentemente para ser apenas coincidência.

 

O trabalho com energia / chakras aumenta o nível de energia fluindo para o corpo energético ,


 

aumenta  a  consciência  ,  a  memória  do  sonho,  e  do  estado  experiência-fora-do-corpo.  É  uma vergonha desperdiçar toda esta energia em sonhos descontrolados, então eu sugiro que o sonho lúcido seja usado como um objetivo secundário. Isso lhe dará a experiência-fora-do-corpo mais cedo, na forma de um sonho lúcido, e ajudará a manter o seu interesse alto até que você aprenda

a fazer a saída consciente.

 

6.4. Sonhando Consciente:

 

Para  ficar  lúcido  em  um  sonho  você  precisa  se  programar  com  um  artifício  para  fazê-lo compreender quando está sonhando, a fim de tomar controle sobre o sonho, exp.: ficar lúcido. A melhor maneira de fazer isso é adquirindo o bito de fazer verificações freqüentes da realidade durante a sua vida diária.

 

6.5. Verificação da Realidade:

 

Uma verificação da realidade é quando você pára o que está fazendo e checa o nível de realidade da situação. Isto é fácil de fazer. Toda vez que você fizer uma verificação da realidade. Pergunte a você mesmo:

 

Essa é uma situação normal? algo estranho nela? Eu posso voar? Tente flutuar para cima no ar. Tente fechar os olhos. Essa é uma tentativa inviável que você não consegue fechar os olhos na forma astral.

 

Nota: Essa verificação da realidade deve tornar-se habitual para ser efetiva.

 

Quando você fizer uma verificação da realidade durante um sonho, você compreenderá que está sonhando e que pode tomar o controle do sonho. É importante então afirmar para você mesmo que você vai se lembrar de tudo. Diga a vo mesmo várias vezes, "Eu vou lembrar disso quando acordar."

 

 

6.6. O Artifício Para O Sonho Lúcido:

 

A chave para o sucesso com a verificação da realidade é ter um bom artifício para ela. Isso deve ser algo que você faria normalmente várias vezes no dia. Pode ser qualquer tipo de ação habitual, mas aqui estão algumas idéias:

 

Tempo: Toda vez que você olhar para o relógio, faça uma verificação da realidade. Um relógio digital é uma boa ajuda. Ajuste o relógio para fazer um bip de hora em hora. Quando ele bipar, faça uma verificação da realidade.

 

* Um relógio de pulso, bipando de hora em hora, é o mais eficiente *

 

Mãos: Toda vez que você perceber suas mãos, faça uma verificação da realidade.

 

Fumo: Se você fuma, toda vez que fumar um cigarro, faça uma verificação da realidade. Você irá usualmente descobrir-se pegando um cigarro durante o curso de um sonho, se você é um fumante habitual.

 

Nota:  Leva  tempo  para  tornar  o  seu  artifício  habitual,  usualmente  algumas  semanas.  Também ajuda fazer algumas afirmações antes de ir dormir, exemplo: "Eu vou lembrar de olhar para o meu relógio."

 

Quando você ficar consciente em um sonho, sonho lúcido, você deve estar em um plano de sonho  comum.  Se  você  quiser  mudar  isso  para  uma  projeção  em  tempo  real,  tente  e  fique consciente de seu corpo físico. Se você puder senti-lo, você pode ser capaz de retornar a uma localização  temporal  próxima  dele.  Isso  é  difícil,  entretanto,  pode  terminar  a  experiência completamente, exp.: forçando um retorno para o estado de alerta.

 

Eu sugiro que você aprecie o sonho lúcido pelo o que ele é. Planos de sonho comuns são lugares muito coloridos e geralmente muito divertidos. Vo verá todos os tipos de coisas estranhas e maravilhosas lá e terá todos os tipos de aventuras.

 

Nota Para   melhorar    sua   memória   do   sonho   lúcido,   não   se   esqueça   de   se   lembrar constantemente, durante o sonho, de relembrar tudo.

 

6.7. Mudando A Localização de Sua Realidade:

 

Se você não gostar do plano de sonho em que estiver, ou estiver numa experiência-fora-do-corpo em tempo real e quiser entrar em um plano de sonho, aqui estão algumas maneiras de fazer isso:

 

Olhe fixamente para suas mãos e observe-as derreter. (Isso vale a pena ser feito apenas para ver o fenômeno de derretimento).

 

Gire em volta de si mesmo até que você fique desorientado.

 

Visualize  um  lugar  onde  gostaria  de  estar.  (Viagem  instantânea).  Isso  irá  geralmente  movê-lo para um plano de sonho similar aquele visualizado.

 

Voe diretamente para cima, o mais rápido que puder. Se isso falhar em deslocar a localização de sua realidade, pelo menos você experimentará vôo espacial.

 

Voe  para  longe  rápido,  próximo  a  superfície,  até  que  você  encontre  um  lugar  que  goste.  A

mancha visual causada pela velocidade irá causar uma mudança de realidade.

 

Ande  para  dentro  de  um  espelho,  foto  ou  pintura.  Isto  é  o  mesmo  que  projeção  em  realidade virtual.

 

Todas essas técnicas enganam o subconsciente, através da desorientação, para que ele lhe mova para outra realidade.

 

 

6.8. A Forma Astral em Movimento:

 

Muitas  pessoas  tem  problemas  de  movimentação  nas  suas  primeiras  projeções.  Simplesmente atravessar  uma  sala  na  direção  correta, pode  ser  um  grande  feito.  Essa  falta  de  controle  é simplesmente  porque  elas  não  estão  familiarizadas  com  a  forma  astral.  É como  estar  em gravidade zero. Você tem que aprender a se movimentar novamente. Quando você faz projeção em  tempo  real,  você  é apenas  um  ponto  de  consciência  com  uma  casca  de  matéria  etérea pobremente  construída  envolvendo-o. A  movimentação  é  obtida com  pensamento  -  não  com músculos.

 

 

6.9. Momentum Astral:

 

um tipo de momentum na forma astral que causa a maioria dos problemas. Isso faz com que você continue a se mover por um instante, após você decidir parar. Isso pode levá-lo através de um parede ou telhado, etc. Esse ímpeto é causado pelo pensamento que você usou para causar o movimento. Se ele for forte demais, ou muito prolongado para a ação, você se move pido ou longe demais. Só a prática lhe ensina como se mover com qualquer grau de graça e precisão.

 

É realmente um processo um tanto mico, aprender a movimentação astral. Eu me lembro de quando  aprendi  a  me  movimentar  em  minha  cidade  natal,  na  minha  juventude.  Eu  comecei tentando navegar pela minha casa, usualmente terminado preso no teto, por um momento. Então eu descia a minha rua, tentando ganhar velocidade e decolar como um avião. Eu ficava acima do chão por uns instantes, mas nem sempre conseguia desviar dos tetos das casas a minha volta. Eu acabava freqüentemente flutuando sem querer para dentro de casas estranhas, andando como um bêbado  em  gravidade  zero.  Eu  parecia  estar  eternamente  pedindo  desculpas  a  todos  esses estranhos na passagem, conforme eu flutuava para dentro e para fora de suas casas.

 

6.10. Como Se Movimentar:

 

Para  se  movimentar  na  forma  astral,  simplesmente  -  movimente-se.  Não  pense  sobre  o  que estiver fazendo, apenas faça. Fique ciente de que o movimento é realizado pela sua mente. Você tem que direcionar a sua vontade para o movimento, a fim de mudar de direção, e para parar. Este  é  o  melhor  conselho  que  eu  posso  lhe  dar  sobre  isso.  Realmente  tem  que  ser  aprendido praticando. Divirta-se.

 

Quando  você  tiver  aprendido  a  movimentação  básica,  não  tente  nada  muito  ambicioso  por enquanto.  Permaneça  próximo  a superfície  e  aprenda  e  movimentar-se  em  sua  área  local primeiro. Pratique a variação da velocidade até que você ganhe algum controle sobre ela.

 

6.11. Aprendendo A Voar:

 

Aprenda a voar da mesma maneira que aprendeu a se movimentar, usando a sua mente. No início você pode encontrar algo muito parecido com a gravidade lhe afetando. Você pode permanecer

no ar apenas para descobrir-se lentamente voltando de novo para Terra. Se você perseverar, você

se encontrará movendo-se em uma série de pequenos saltos de vôo. Isso é causado parcialmente pelo hábito e parcialmente pelo problema básico de movimentação em geral. Você cai de volta à


 

Terra quando o seu movimento causando ação mental hesita. Isso faz com que o seu ímpeto de vôo pare e o hábito de gravidade então o puxa de volta para baixo.

 

Você pode encontrar-se, com eu fiz, tentando voar descendo uma rua e pulando no ar. Isso não é necessário. Concentre a sua vontade a fim de flutuar para cima no ar. Então use a sua vontade para  realizar  o  movimento,  igual  a  movimentação  básica.  Não   nenhuma gravidade  lhe afetando na forma astral. Convença-se disso e você estará voando na mesma hora.

 

 

6.12. Velocidade:

 

As três velocidades como definidas por, Sykvan Muldoon, e comumente aceitas, são apenas um guia básico. Elas são:

 

1. Velocidade de caminhada.

2. Velocidade de um carro.

3. Viagem instantânea.

 

Eu penso que essas três velocidades foram um sinal de tempos passados. Essas teriam sido os únicos  tipos  de  velocidade  conhecidos  pela  maioria  das  pessoas.  Hoje,  filmes,  jogos  de computador    viagens   aéreas   prepararam   completamente   as   nossas   mentes   para   aceitar velocidades muito maiores.

 

Com  prática  e  bom  controle  mental,  você  pode  variar  a  sua  velocidade  a  vontade,  desde  a velocidade  de  caminhada  até  a  velocidade  supersônica.  Esse  é  um  grande  problema  para  o iniciante  entretanto,  o  controle  da  direção  e  da  velocidade.  Tem  muito  haver  com  o  quanto  a projeção é estável e quão experiente você é em aplicar a sua vontade ao movimento.

 

6.13. Viagem Instantânea:

 

É  geralmente  aceito  que,  se  você  puder  visualizar  um  destino,  você  poderá  se  projetar  lá instantaneamente, na velocidade do pensamento.

 

* Eu descobri que isso é altamente inconfiável *

 

Eu   descobri   que   esse   método   instantâneo   usualmente   lhe   projeta   diretamente   para   uma localização  subjetiva  criada  pela  visualização  de  seu  destino.  Você  pode  parecer  estar  em  seu destino mas você irá usualmente descobrir muitas discrepancias entre a localização real e o local onde está.

 

A  viagem  instantânea  é  muito  semelhante  a  projeção  em  realidade  virtual.  Utilizando  seus poderes de visualização para viajar, você não viajará realmente. Você criará uma cópia subjetiva de um destino e entrará nela.

 

6.14. Viagem de Longa Distância:

 

Eu descobri que é mais confiável seguir a superfície para projeção de curta ou média distância,

de até algumas milhas (1 milha = 1,609 km). Mesmo isso pode ser difícil porque é fácil cair no efeito Alice enquanto você viaja. Tudo que você tem que fazer é perder a concentração uma vez e  você  irá  para  um  plano  de  sonho.  Controle  mental  estrito  deve  ser  mantido  todas  as  vezes quando estiver viajando em tempo real.

 

Realmente não é prático seguir a superfície para uma longa distância. Por exemplo, um país no outro   lado   do   mundo   está    12000   milhas   de   distância.   Você   precisaria   viajar   a, aproximadamente,  64  vezes  a  velocidade  do  som  para  chegar   em  15  minutos.  A  essa velocidade toda na atmosfera, tudo parece uma mancha visual e as nuvens e as características da superfície causam desorientação e uma mudança correspondente de realidade. Qualquer aspecto objetivo em tempo real da projeção será então perdido.

 

Nota:  Novatos  em  projeção  normalmente   conseguem  manter-se  em  tempo  real  por  apenas alguns minutos. Consequentemente, qualquer viagem de longa distância está limitada pela parte em tempo real da projeção.

 

Para  viajar  uma  longa  distância  você  precisa  estudar  geografia.  Você  tem  que  ser  capaz  de reconhecer  continentes,  oceanos,  países,  estados  e  cidades.  Você  também  precisa  estudar  um mapa da sua área alvo e perceber quaisquer referências em terra. Para fazer projeção lá, após isso estar  memorizado,  você  deve  entrar  em  órbita  e  reentrar  na  atmosfera  sobre  seu  destino. Conforme você alcance a Terra, você deve ajustar sua aproximação e procurar as características geológicas e as referências em terra ao redor de seu destino.

 

6.15. Orbitando A Terra:

 

Entrar em órbita é um pouco mais difícil do que parece. Subir até é fácil, você simplesmente vai  direto  para  cima,  mas  parar  quando  você  chega  alto  o  suficiente  é  difícil.  A  maioria  das pessoas, eu incluso, tendem a sair do sistema solar, as vezes para fora da galáxia. Para evitar isso, é importante controlar a sua velocidade durante a ascensão.

 

É mais fácil fazer projeção até a lua primeiro, como uma forma de entrar em órbita. Isso lhe dá um grande alvo visual para o qual você pode fazer projeção em instantes. Uma vez lá, é apenas uma questão de se aproximar de volta para Terra, entrar em órbita, e circundá-la até que você esteja sobre o seu alvo. No espaço, longe da atmosfera, não problemas com o aspecto visual criado pela velocidade.

 

6.16. Até Onde Você Pode Ir?

 

Não  existem limites  quanto  a  distância,  destino ou  velocidade.  Você  pode viajar até a galáxia mais distante. A velocidade do pensamento é infinita. É como dobrar o espaço e mover sem se mover. Se você pode ver algo, você pode estar lá....tão pido quanto isso. Em comparação, a velocidade da luz seria como a de uma lesma. Eu freqüentemente vou para o espaço profundo, aonde as galáxias são apenas pequenas manchas na distância, para pensar e meditar. Isso é fácil, mas  o  truque  é  retornar  para  uma  reentrada  consciente.  A  não  ser  que  você  tenha  um  bom conhecimento de astronomia, que eu não tenho, isso é difícil. Seguir o cordão de prata, se você puder  ver  um,  não  é  prático  naquela  velocidade,  embora  ele  lhe   uma  direção  básica  para seguir.

 

Para retornar de uma projeção de longa distância, sintonize no seu corpo e fique consciente dele. Então tente mover alguma parte de seu corpo físico, exemplo, um dedo do ou da mão. Isso o fará retornar a seu corpo, e terminará a projeção com todas as lembranças da experiência-fora-do-corpo.

 

 

6.17. Vento Futuro:

 

Existe  um  estranho  fenômeno  ao  qual  estará  sujeito,  de  tempos  em  tempos,  enquanto  estiver fazendo projeção. Eu o chamo de "Vento Futuro."

 

Você  estará  tendo  uma  experiência-fora-do-corpo  em  algum  lugar,  se  preocupando  com  seus próprios  problemas,  quando  subitamente  você  sentirá  uma  força  irresistível.  Você  se  sentirá sendo movido contra a própria vontade, usualmente para trás, por essa força. Você pode lutar com ela por algum tempo mas ela ficará mais forte até que você seja puxado por ela; sobre os telhados das casas, para cima no céu e.....para o futuro.

 

Então,  após  um  momento,  você  descerá  para  um  lugar  diferente...  em  um  tempo  diferente. Freqüentemente será algum lugar mundano, talvez um ambiente doméstico de algum tipo. Você será solto e deixado para perambular... confuso. Você pode encontrar pessoas que você não conhece, ainda, e elas estarão tão confusas quanto você.

 

Ela pode ser uma cena real de sua vida futura, pode ser uma visão simbólica, ou uma mistura de ambos. Você pode ser um espectador invisível para essa cena, ou pode se misturar com seu eu futuro, e enxergar através de seus olhos futuros por um instante.

 

Ela também pode ser uma cena de um evento futuro importante. Poderia ser um desastre, natural ou não, ou algo incomum ou excitante no cenário mundial. Esses tipos de eventos geralmente tem muita energia envolvendo-os, e isso pode ser parte do motivo para a visão.

 

As únicas explicações que eu posso dar par isso são:

 

A  intervenção  de  seu  EU  superior:  Por  algum  motivo  ele  decide  que  agora  é  a  hora  de  lhe mostrar algo de seu futuro.

 

Interferência  da  clarividência:  Seu  chakra  da  testa  se  tornou  clarividente  e  sintonizou  em  um ambiente futuro. Seu ponto de consciência é pego por essa visão e projetado para dentro dela.

 

Uma combinação de ambos acima - isto é o mais lógico.

 

6.18. Visões Simbólicas:

 

um outro aspecto deste vento que é muito similar ao acima mas a visão que você experimenta é simbólica, ou tem um aspecto simbólico, ao invés de um evento ou cena futura real.

 

Nota:  Eu  gostaria  de  avisá-lo  sobre  o  aspecto  simbólico  das  visões.  Se  você  não  entender  a natureza do simbolismo, ele pode causar grande mal a sua vida. Este aviso se aplica a todas as visões clarividentes em geral, experimentadas na forma astral ou não.

 

Por  exemplo:  Você  é  levado,  pelo  vento  futuro,  para  uma  cena  na  qual  você  se   ganhando muito  dinheiro.  Você  está  sentado  em  uma  mesa  verificando  o  seu  ticket  da  loteria  com  os resultados.  Você   que  o  dinheiro  do  prêmio  é  18  milhões.  Você  verifica  seus  meros,  ou ticket,  e  descobre  que  você  tem  o  ticket  vencedor.  Você  sente  toda  a  excitação,  a  adrenalina, sonhos de riqueza vem preenchendo a sua mente e seu coração bate com excitação.

 

Após essa visão, você começa a comprar lotes de tickets. Você também começa a tomar decisões que  afetam  a  sua  vida  com  um  tipo  de  atitude  "Quando  o  dinheiro  chegar".  Isso  pode  causar danos irreparáveis a sua vida! Você perde sua direção, sua iniciativa, a sua ambição, exp.: você pára de tentar. Isso cria um sistema de crença em você, uma crença de que tudo lhe será dado - com todos os aspectos negativos que esse sistema de crença primitivo possui.

 

Isso pode fazer com que você perca tempo em sua vida, ao invés de vivê-la na sua totalidade.

 

* O quê você perdeu, do simbolismo da visão acima é:

 

A quantidade de dinheiro pode ser incomum para aquele sorteio de loteria. Dezoito milhões é uma grande quantidade de dinheiro e pode ser um evento raro. Isso é o que eu chamo de SINAL DE AVISO - uma representação da data de um evento futuro. Isso significa que quando a sua loteria local tiver um prêmio da quantia acima, algo importante vai acontecer na sua vida ou no mundo a sua volta.

 

Se você souber com o simbolismo funciona, durante a visão você terá sido capaz de conseguir maiores informações sobre esse evento por vir. O ambiente, os mbolos, as conexões com você,

a ação e a seqüência dos eventos em si, são todos aspectos importantes de seu significado.

 

A má compreensão de uma visão pode arruinar a sua vida. Apenas a experiência e a aplicação inteligente da lógica pode ensiná-lo como interpretar uma visão simbólica. Até que você tenha essa experiência, é melhor tratar qualquer tipo de visão com cuidado.

 

Alguns possíveis motivos para uma visão simbólica são:

 

Está sendo dado a você algum aviso ou instrução pelo seu eu superior. Está sendo dado a você uma prova de que um futuro, um destino, um significado, um propósito para sua vida. O sinal de aviso dessa visão pode marcar um evento bom ou ruim em sua vida. Você pode realmente ganhar na loteria. Pessoalmente, eu sempre me certificaria de ter um ticket no bolso, apenas para esse caso, mas eu não dependeria disso.

 

6.19. Exemplo de Vento Futuro:

 

Eu deixei meu corpo e estava andando pela minha casa. De repente, uma força me moveu atravésda sala. Eu tentei lutar contra ela mas ela ficou mais forte até que eu fui puxado para fora da casa e  para  cima  do  céu  da  noite.  Pouco  tempo  depois  eu  era  trazido  para  baixo  de  novo,  fora  de minha casa. Eu estava apenas em lá, no meio da rua. Na minha frente havia uma geladeira. Estava  apenas   na  rua  com  a  porta  aberta.  Eu  examinei-a  e  pude  dizer  que  não  estava funcionando. Atrás dela havia uma parede vermelha de tijolos maciços, com 40 pés de altura e com duas vezes essa largura. Não existem paredes de tijolos reais nessa rua. Então eu percebi que minha esposa estava ao meu lado. Eu virei para ela e disse oi. Ela disse apenas tchau, muito friamente,  então  se  virou  e  foi  embora.  Perplexo,  eu  a  observei  ir  embora.  Estranhamente,  ao invés de ir para nossa casa, ela foi para longe dela e desapareceu na distância.

 

Sendo experiente com o simbolismo e com a natureza das visões, eu sabia que isso previa, o fim do meu casamento. Eu não podia entender isso porque nós estávamos casados a pouco tempo e muito felizes juntos.

 

Para decifrar uma visão simbólica é necessário analisá-la e dividi-la em suas partes. Os seis aspectos significativos dessa visão são:

O sinal de aviso... (a representação da data do evento) A geladeira que não funcionava.

As conexões... (algo, ou alguém, na visão que conecta os eventos a mim).

 

1) Minha esposa.

2) Era fora de minha casa.

3) Eu estava lá como eu mesmo.

 

O símbolo... (a natureza básica do evento por vir)

 

O grande muro de tijolos. Isso simboliza uma barreira ou um fim para algo. Esse era o único símbolo real na visão, mas outras partes dela eram por natureza ou ação - simbólicas.

 

A ação simbólica... (isso representa o significado da visão) O adeus frio de minha esposa.

Os modificadores simbólicos... (esses modificam o mbolo ou, nesse caso, a ação simbólica na visão).

 

1) Minha esposa partiu em uma direção distante de nossa casa.

2) Ela andou para longe até que desapareceu do campo visual. A seqüência de eventos.

2.1) A geladeira quebrada.

2.2) O grande muro de tijolos.

2.3) As ações de minha esposa.

 

OU:  Quando  eu  vi  a  geladeira  quebrada  (sinal  de  aviso),  eu  vi  o  muro  de  tijolos  (símbolo)  e minha  esposa  (conexão)  disse  adeus  e  foi  (ação  simbólica)  em  uma  direção  distante  de  nossa casa, até que ela desapareceu. (modificadores simbólicos)

 

A temporização (relação com o tempo) e seqüência de uma visão é importante para revelar o seu significado. É importante dividir a visão simbólica em suas cinco partes básicas e anotar isso em seu diário, enquanto ainda estiver fresco em sua mente.

 

Nota: Pode haver mais que um modificador para cada parte da visão.

 

6.20. Após A Visão:

 

Um ano depois que eu tive a visão acima, nós nos mudamos para outra cidade. No dia em que nos mudamos, nós tivemos que pedir uma geladeira emprestada de um parente. A nossa tinha quebrado  e  estava  sendo  consertada.  A  geladeira  emprestada  não  funcionava  tamm.  Após  a nossa ter sido consertada, essa outra geladeira ficou em nosso alpendre (varanda atrás da casa) durante dois anos e meio, esperando para ser levada. Eu lembrei claramente da visão, e sabia que esta geladeira quebrada era a representação da data de um evento futuro. Eu também saiba qual era  o  evento,  mas  honestamente  não  podia  vê-lo  acontecendo.  Um dia,  eles  vieram e  levaram essa geladeira. Uma semana depois meu casamento terminou. De repente, permanentemente, e por nenhum motivo previsível.

 

Olhando para a visão do passado, está claro como cristal o que a visão significava. Ela era tão simples  quanto  precisa.  A  maioria  das  visões  simbólicas  são  simples  dessa  forma.  Seja  muito cuidadoso para não ler (interpretar) demais essa visão, de outra forma a mensagem verdadeira na visão será obscurecida.

 

Sempre divida uma visão em suas partes. Pergunte de cada parte:

"O que ela é em si?", "O que ela faz?", "Qual é o seu significado simbólico mais simples, mais básico?"

 

Escreva  essas  respostas  e  então  aplique  o  senso  comum  e  a  gica  a  elas.  Isso  lhe  dará introspecção para o verdadeiro significado da visão.

 

6.21. Espelhos:

 

Espelhos,  historicamente,  são  dispositivos  mágicos  usados  como  portais  para  outros  mundos. Existem  também  numerosas  superstições e  antigos  contos  de  fada  preocupando-se  com  os desencarnados recentemente. Após uma pessoa ter morrido, todos os espelhos em sua casa eram cobertos. Isso era feito para que elas não pudessem ver a sua falta de reflexo e ficar chocadas. Outro motivo para isso era impedi-las de serem acidentalmente presas em um espelho.

 

 alguma  lógica  nisso  se  você  olhar  para  a  mecânica  da  projeção.  A  morte,  nos  primeiros estágios, é muito semelhante a poderosa projeção em tempo real. Sendo a falta de um corpo para retornar a maior diferença.

 

Espíritos normalmente mantidos próximos a dimensão física, em tempo real, por uma semana ou mais após a morte. É assim até o suprimento de matéria etérea que prende o espírito ao seu corpo físico se acabe.

 

Durante  esse  período  é  normal  para  o  espírito  vagar  entre  parentes  e  pessoas  amadas,  se despedindo e se acostumando com o seu novo estado de existência. Esse processo de despedida, diminui o trauma psicológico da morte, e ajuda a preparar o espírito para o próximo estagio de existência.

 

O  que  pode  acontecer  com  espelhos,  é  o  seguinte:  Um  espírito  novo  pode  inadvertidamente entrar em um espelho. Se isso acontecer, eles entram em um mundo de espelhos da mesma forma que aquele que faz projeção entra numa foto através da projeção em realidade virtual. Uma vez num mundo  de  espelhos  eles  geralmente  não  sabem onde  estão,  ou  como  sair  de  lá,  e  podem ficar presos pela duração de sua estada em tempo real. Isso não irá interferir com a jornada da alma.  Irá  apenas  causar  confusão  por  alguns  dias  até  que  ele  entre  no  próximo  estágio  de existência. Embora isso possa fazer seus últimos dias próximos ao mundo físico muito confusos e interferir no processo natural de despedida.

 

É  daí,  eu  acredito,  de  onde  vem  as  antigas  superstições.  Consequentemente,  na  luz  de  meu entendimento de projeção e do processo de morte, eu acho que cobrir os espelhos após a morte de  alguém é  uma  idéia  muito  boa,  para  o  benefício  do  desencarnado.  É  melhor  fazer  isso  por duas semanas, para se certificar.

 

 

6.22. Uma Despedida Melhor:

 

É possível se comunicar com um espírito falecido recentemente durante a sua perambulação pós morte em tempo real. Isso pode ser feito deixando uma carta, aberta e bem visível, para que o espírito leia. Eles também podem ouvi-lo, assim falar com eles também é efetivo. Eu acho que uma boa prática seria que, todas as pessoas que amavam o falecido fizessem cartas de despedida

e colassem na parede do antigo quarto do espírito. Deixe as cartas abertas, com todas as páginas claramente visíveis, para tornar a leitura mais fácil.

 

 

 

Parte: 7

 

 

01. Introdução.

02. Projeção Astral - Técnicas.

03. Preparação.

04. Relaxamento.

05. Técnica 1.

06. Técnica para Voltar para o Corpo.

07. ORIENTAÇÃO PARA A PROJEÇÃO CONSCIENTE.

08. Projeção Astral.

09. O Corpo Astral .

10. Catalepsia Astral.

11. Os tipos deProjeção.

12. Forçar uma Projeção? É possível?

13. Projeções Prolongadas.

14. O Projetor se Perde.

15. Cordão Astral e Cordão Umbilical.

16. A Consciência durante a Projeção.

17. Controlando um Sonho para a Projeção.

18. Outros fatores estimulantes da Vontade Subconsciente.

19. Alguns fatores Negativos.

20. Alguns fatores Positivos.

21. Sobre o Corpo e o Plano Astral.

 

 

 

7.1. Introdução:

 

A projeção astral é um fenômeno comum para a maioria dos seres humanos. Apesar disso, são poucos aqueles que têm conhecimento da existência deste fenômeno, que conseguem provocá-lo ou lembrar-se das experiências vividas fora do corpo.

 

A projeção astral, entre outras coisas, nos permite recuperar um pouco do tempo perdido durante o sono fisiológico, através de experiências enriquecedoras, do contato direto com outras pessoas (encarnadas   ou   desencarnadas)   do   estudo    do   acesso    informações   normalmente   não disponíveis na vigília física normal.

 

Além disso, a projeção astral nos permite observar "in-loco", tudo aquilo que não era possível comprovar  para  nós  mesmos,  como,  por  exemplo,  a  existência  de  dimensões  extrafísicas,  a reencarnação, a sobrevivência da alma, o poder das bioenergias e a telepatia, ensejando-nos uma profunda reflexão sobre a vida e a morte, sobre a evolução e a nossa reponsabilidade de evoluir, sobre a lei de causa e efeito, sobre a necessidade de nos tornarmos cada vez melhores.

 

Felizmente,  para  aqueles  que  não  têm  projeções  astrais,  ou  não  dominam  o  processo,  ou  não conseguem se lembrar das experiências, existem técnicas que nos permitem desenvolver nossa projetabilidade. É interessante, antes de se aventurar pelo mundo extrafísico, buscar melhorar o nível dos próprios pensamentos e adquirir o máximo de informações possível sobre o fenômeno através de livros e cursos, hoje encontrados com facilidade.

 

7.2. Projeção Astral - Técnicas:

 

Existem   várias   técnicas   para   provocar    Projeção   Astral.   Waldo   Vieira,   em   seu   livro

"Projeciologia", relaciona dezenas delas. Outros livros que ensinam a sair do corpo podem ser encontrados com certa facilidade. A fim de melhorar a qualidade da sua projeção, é aconselhável informar-se o máximo possível sobre este fenômeno. Vale aqui resaltar que, apesar de existirem diversas técnicas, os fatores mais importantes são: força de vontade, persistência e boa intenção . São  poucos  aqueles  que  conseguem  sair  do  corpo  na  primeira  tentativa.  Os  resultados  e  a qualidade das projeções vão surgindo com o tempo.

 

Então, mãos-à-obra. Selecionei e adaptei algumas técnicas que pesquisei e que costumo praticar. Antes  de  aplicar  qualquer  técnica  de  projeção,  é  conveniente  preparar  o  ambiente  e  fazer  um relaxamento profundo para auxiliar o desligamento do corpo.

 

 

7.3. Preparação:

 

Local: espaçoso, limpo, tranquilo e silencioso, onde você não seja pertubado nas próximas horas; Iluminação: meia-luz ou sem iluminação;

Música: desnecessária. Se desejar utilizar a música, que seja suave e em volume baixo. A música

pode ser útil para abafar ruidos externos;

 

Velas, incenso, cristais, ou qualquer outra parafernália ritualística: desnecessários; Vestimenta: roupas leves e confortáveis. Se preferir, dispa-se;

Alimentação: aconselhável não ingerir alimentos 2 ou 3 horas antes do experimento;

 

Necessidades fisiológicas: satisfeitas;

 

Estado  psicológico  desejável:  tranquilidade,  curiosidade  positiva,  paz  interior,  sentimentos positivos em relação ao universo;

 

Estado psicológico indesejavel: ansiedade, medo, sentimentos negativos em relação a qualquer coisa;

 

Propósito: defina o seu alvo mental. Você vai se projetar para quê? Tenha boas intenções!!!

 

Posição:  deitado  em  decúbito  dorsal  (de  barriga  para  cima)  ou  recostado  em  uma  poltrona confortável com os braços estendidos ao longo do corpo, olhos fechados.

 

 

7.4. Relaxamento:

 

Respire profunda e lentamente durante alguns segundos;

 

Procure   manter-se   concentrado    atento   ao   experimento.   Evite   devaneios    afugente   a sonolência;

 

Faça uma limpeza mental, esquecendo as preocupações e problemas do coditiano;

 

Faça um relaxamento progressivo de todo o corpo: a partir dos pés, até a cabeça, concentre sua atenção em cada parte do corpo, visualizando-a.

 

Ordene  mentalmente  que  cada  parte  do  corpo  esteja  saudável,  relaxada,  descontraída  e  sem tensões;

 

Permaneça durante alguns segundos concentrado em cada parte do corpo até que você a sinta formigando ou completamente relaxada;

 

Faça assim com os pés, pernas, abdomen, etc., até a cabeça;

 

Confira se ainda existe alguma parte do corpo não relaxada. Se necessário, repita o relaxamento com esta parte do corpo;

 

Retome, mentalmente, o seu propósito de projetar e aplique uma das técnicas seguintes.

 

 

 

7.5. Técnica 1:

 

Empregue esta técnica após a preparação e o exercício de relaxamento detalhados acima. Tudo que você tem a fazer é se visualizar projetando e flutuando cerca de 20 centímetros acima do corpo físico.

 

Permaneça relaxado, tranqüilo, sem ansiedade ou temor; Mantenha firme o propósito de se projetar;

Visualize o seu corpo astral desgrudando-se do corpo físico; Visualize o seu corpo astral flutuando sobre o corpo físico;

Sobretudo,  SINTA-SE  desgrudando  do  corpo,  deslocando  para  cima,  e  flutuando  acima  dele;

corpo;

 

Lembre-se de que você não é o seu corpo; apenas se utiliza dele para manifestar-se na dimensão física;

 

O momento da saída costuma ter características diferentes para cada pessoa e para cada projeção, mas é normal sentir vibrações pelo corpo (como pequenos choques elétricos), frescor (como se uma brisa fria atravessasse o corpo), leveza, luzes piscando, sons metálicos e estampidos. Tudo


 

isso é normal e indica que estamos saindo do corpo.

 

Ao sair do corpo, nem sempre é possível ver ou ouvir alguma coisa. Às vezes nos projetamos automaticamente  para  outro  lugar  que  não  o  nosso  quarto.  Por  isso  é  importante  esforçar  por manter a consciência, a lucidez e pensar firmemente no alvo mental. Nós nos projetamos para o local que mais se afiniza com os nossos pensamentos ou desejos mais íntimos.

 

Portanto, tenha boas intenções e bons pensamentos.

 

Lembre-se  de  perceber,  na  dimensão  extrafísica,  detalhes  que  possam  comprovar  para  você mesmo que a projeção aconteceu;

 

Pratique regularmente esta técnica. Tenha persistência!

 

Um fato interessante: É comum não conseguir a projeção através desta técnica, irmos dormir um pouco frustados e, durante o sono normal, nos descobrirmos projetados! Às vezes a ansiedade prejudicam a projeção, mas, durante o sono, quando estamos mais relaxados e despreocupados, nossos mecanismos naturais se encarregam de satisfazer nosso desejo de sair do corpo.

 

Boa sorte!

 

 

 

7.6. Técnica para Voltar para o Corpo:

 

Voltar para o corpo é tão natural quanto sair. Não se preocupe, pois, querendo ou não querendo, você vai voltar.

 

Caso você esteja projetado, desejando voltar para o corpo e, por um motivo ou outro, não estiver conseguindo, é simples:

 

1) Pense no seu corpo; ou

 

2) Pense na respiração (quando estamos projetados, não precisamos respirar); ou

 

3) Pense movimentar um dedo ou a língua; ou

 

4) Relaxe  e  simplesmente  aproveite  mais  a  sua  projeção;  deixe-se  voltar  naturalmente  para  o corpo!

 

Ao retornar, é possível que não se lembre de alguns ou mesmo de todos os detalhes da projeção; Às vezes, temos apenas a sensação de que nos projetamos, mas não a certeza;

Às vezes, retornamos ao corpo e adormecemos logo em seguida. Quando acordamos, é difícil distinguir o que foi sonho e o que foi projeção;

 

Lembrar uma projeção, com todos os detalhes, pode ser tão difícil quanto lembrar um sonho. É aconselhável anotar tudo o que lembrarmos assim que retornamos ao corpo. Procure não deixar para depois.


 

7.7. ORIENTAÇÃO PARA A PROJEÇÃO CONSCIENTE:

 

" foram elaborados vários métodos para se deixar conscientemente o corpo. Desde preces até movimentos quase atléticos - ou mesmo dolorosos - utilização de exercícios de contemplação, de meditação, sons mágicos, sem contar os vários tipos de drogas, utilizadas por diferentes culturas, em diferentes contextos metodológicos. Hoje, a maioria desse métodos foram abandonados, ou depurados de seus excessos culturais, sem qualquer valor que não o que lhes era atribuído por aqueles tecidos nos quais estavam encaixados. Os métodos modernos, então têm se caracterizado por  um  crescente  despojamento  e  por  uma  objetividade  consoante  os  critérios  científicos  e para científicos  hoje  em  vigor.  Entretanto,  paralelamente  esse  aperfeiçoamento,  realizado  para melhorar  os  resultados  obtidos,  definiu-se  também  uma  frase  que,  hoje  em  dia,  é  quase  tão universal quanto as próprias experiências extra-corpóreas:

 

Não consegui nada! Sinal evidente de decepção, esta frase parece ser cada vez mais pronunciada, num tempo em que as pessoas estão relativamente habituadas a obter as coisas instantaneamente: café  instantâneo,  informação  instantânea,  lazer  instantâneo,  e  outras  maravilhas  do  mundo  da tecnologia.

 

Não  estou  querendo  dizer  que  devamos  renunciar  aos  confortos  da  tecnologia  e  das  coisas instantâneas. elas provaram a sua utilidade e vieram para ficar. O erro, no entanto, existe. E consiste em se imaginar que as coisas tradicionais foram superadas, ou que fazem parte de um passado que não volta mais. Esta atitude tem levado muita gente, talvez a maioria das pessoas, a adotar um modo de vida no mínimo questionável, que as leva a uma série de hábitos bastante nocivos.

 

Um desses hábitos tão prejudiciais é a nossa maneira de pensar e de ver a nós mesmos. Tudo em nossas  vidas  conspira  contra  a  nossa  convivência  com  nossas  próprias  pessoas  e  com  nossas próprias vidas.

 

Drogamo-nos  com  o  barulho  e  com  a  velocidade,  criamos  curiosos  modelos  de  vida  e  idéias estranhas a respeito do que seja a nossa relação com nossa própria imagem e estética. Vemos a nós mesmos não como somos, ou como poderíamos ser, mas como a sociedade de consumo diz que  somos,  ou  que  devemos  ser.  E  o  pior  de  tudo  é  que  fingimos  acreditar  no  que  nos  foi imposto.

 

Tudo isso interfere em nossa estrutura de consciência de uma forma poderosa e efetiva e  se  depois  de  tudo  isso  desejamos  nos  dedicar às  artes  tradicionais,  assim  de  repente,  como quem  aperta  um  botão,  os  resultados  não  podem  ser  aqueles  que  esperávamos, porque nossa consciência estará fluindo na direção que lhe foi solicitada quotidianamente, ou seja, no caminho previsto pela Mente Consciente, objetiva, tátil, enquanto a administradora geral de nossas vidas, a Mente Subconsciente, está reprimida muito tempo, expurgada e desprestigiada.

 

Enfim, nos preocupamos mais com os resultados que perseguimos do que com os elementos que constituem o processo que percorremos para obter esses resultados. Isso faz com que nossos resultados não tenham   tanta   base,   não   seja   tão   bons   como   poderiam   ser,  ou   mesm que   se   atrasem indefinidamente. Quando começamos a realizar os exercícios para obter as Projeções Lúcidas, estamos entrando em contato com um sem número de aspectos relativos a vida e a nós mesmos, que   são   de   grande   utilidade,  independentemente   dos   resultados   específicos   qu estamos buscando.  É  um  período  de  grande  descobertas,  algumas  talvez  não muito  agradáveis,  outras altamente estimulantes, mas todas muito positivas e básicas para nosso crescimento. Faça dessa


 

fase de tentativas e de exercícios um período de descobertas e de interessantes lições. Se, por um lado, o caminho pode ser longo e árduo, por outro lado ele pode ser pontilhado de grande prazer e  estímulo.  Agindo  assim,  você  poderá  descobrir  que  nem  sempre  perseverar  é  sinônimo  de sacrifício  e  dificuldades,  mas,  ao contrário,  pode  ser  fonte  de  um  cativante  e  inesquecível aprendizado. Quando, finalmente, chegar a seu destino a Projeção Lúcida terá então um alcance muito  maior  e  um  significado  muito  mais  profundo  do  que  se  fosse  produzida  sem  maiores reflexões.

 

E, enfim, olhe a si mesmo e ao Universo sem preconceitos. Leve em consideração o que dizem as religiões e filosofias, mas não se prenda a essas considerações, e nem faça delas elementos de restrição  a  uma  experiência  que,  afinal  de  contas,  será  sua.  Não  faça  pouco  de  vo mesmo, repetindo frases como: jamais vou conseguir isto, ou eu não sou espiritualizado o suficiente, não sou médium e outras baboseiras do gênero. Quando muito repetidas, essas coisas acabam sendo aceitas   pela   mente   subconsciente   com verdades,    podem   prejudicar   seriamente    sua experiência, ou mesmo impedi-la. Veja a si mesmo como um cidadão cósmico, um habitante do infinito, um morador do Universo.

 

Quando apesar dos seus esforços, não obtiver o sucesso que desejava, sorria bem-humorado, porque, para quem sabe aproveitá-lo, o aparente fracasso é um sinal  de  que  alguma  coisa  está  errada,  ou  que  o  processo  em  si  não  amadureceu.  Em  outras palavras, para quem tem olhos de ver e ouvidos de ouvir, o fracasso é uma lição a mais. Encare essas  limitações  com  paciência,  porque  elas  são  transitórias  e  apenas  fortalecem  aquele  que persevera.   Procure,   sobretudo,   relaxar   mentalmente.   De   nada   adiantará   um   corpo   físico profundamente relaxado, se você ficar ansioso, exigindo demais de você mesmo, ou ainda com pensamentos paralelos, que apenas excitam a mente, influenciam diretamente na tensão física, e

frustram os objetivos."

 

Texto acima de Marco Antônio Coutinho

Livro: Além do Corpo - A Arte Tradicional das Experiências Extracorpóreas.

 

___________________________________________________________________

 

"  Imagine,  por  um  momento,  um  rio  que  se  torce  e  se  curva  a  cada  cem  metros.  Um  homem estacionado  no  convés  de  um  barco  fluvial,  o  qual  fosse  lançado  nuvens  de  fumaça  pelo intinerário a ser feito, poderia ver apenas o trecho do rio em que o barco navega no momento. O trecho  que  para  além  da  curva,  à  retaguarda,  é  invisível  para  ele;  o  mesmo  acontece  com  o curso do rio que fica além da próxima curva para o qual o barco vai sendo guiado. Suponhamos que outro homem esteja fazendo o mesmo caminho num helicóptero. Esse homem veria todo o curso  do  rio  numa  longa  extensão:  tanto  o  caminho  percorrido  pelo  barco  quanto  o  ainda  a percorrer, assim como o lugar em que está no momento em que o observa. Para esse homem, a paisagem pela qual passou o barco é tão visível quanto a paisagem que os olhos dos passageiros vêem naquele momento, ou que verão em futuro próximo. Para ele não há passado nem futuro: tudo  de  fato  é  presente.  O  homem  não  evoluído  e  o  homem  evoluído  assemelham-se  ao passageiro do barco e ao do helicóptero."

 

Peter Richelieu ( Viagem de Uma Alma).


 

7.8. Projeção Astral:

 

Pelo fato de conseguir realizar a projeção astral(e acreditar realmente em tal fenômeno - não foi sonho,  eu  vivi!),  resolvi  levar  a  coisa  pelos  caminhos  científicos(ou  quase),  deixando  quase totalmente de lado a vinculação à doutrinas ou coisas do nero. Trato aqui como um fenômeno, e  não  como  prática  ou  arte  de  qualquer  religião.  Não  vou  falar  de  casos  ou  experiências  de pessoas, e sim do que muita gente me pergunta: como fazer projeção astral? Qual a técnica?

 

7.9. O Corpo Astral:

 

um corpo natural(físico) e um corpo espiritual. Assim afirma São Paulo, na sua Epístola aos Corínthios.  Também   muito  tempo  que  a  pesquisa  psíquica  estabeleceu  o  princípio  de  que dentro de cada ser material existe um "duplo" não material, uma entidade oculta com minuciosa exatidão, com o mesmo mecanismo físico de cada centro e cada célula. Esse ser o-material, é o chamado corpo astral.

 

É  composto  de  matéria  etérica  e  normalmente  se  encontra  mergulhado  no  corpo  físico.  A separação  desses  dois  corpos  sedá  com  certa  dificuldade,  mas  no  caso  de  sonhos,  de  grande enrgia mental e sob certas condições de desenvolvimento interno, o corpo astral pode sair e fazer longas  viagens,  numa  velocidade  apenas  inferior  à  das  ondas  luminosas.  Nessas  viagens,  está sempre ligado ao nosso corpo físico pelo chamado cordão astral, ou cordão de prata. É um fino fio, e caso se quebre, a morte acontece.

 

7.10. Catalepsia Astral:

 

Quando partimos para uma projeção astral, muitas vezes acontece algo estranho, do tipo "o corpo não  se  move,  os  músculos  estão  duros,  estou  preso  e  sufocado"  -  acabamos  associando  tal sensação  (que  não  é   das  melhores)  a  algum  demônio,  a  morte,  ou  coisa  do  gênero.  Esse fenômeno  é  a  chamada  "catalepsia  astral".  Estando  uma  pessoa  em  estado  cataléptico,  o subconsciente pode manobrá-la a vontade. A catalepsia astral atua desde o começo da projeção até o ponto em que o corpo astral fica em posição vertical, ou de pé. Algumas pessoas, e isso já aconteceu  comigo,  ficam  com  medo  de  tal  sensação  e  acabam  por  não  concluir  a  projeção, interiorizando-se novamente.

 

7.11. Os tipos de Projeção:

 

Há   três   tipos   de   projeção:   consciente,   inconsciente    parcialmente   consciente.   No   tipo consciente, podemos dizer que temos consciência de tudo do principio ao fim.

 

Parcialmente  inconsciente,  podemos  sair  de  um  estado  cataléptico  e  ficarmos  conscientes, imóveis ou em ação(sonambulismo) e temos o terceiro tipo: totalmente inconscientes. Não nos lembramos de nada, o sabemos se aconteceu ou não. O fato é que, no mínimo, nosso corpo astral  fica  oscilando  cerca  de  pelo  menos  duas  polegadas sobre o nosso corpo físico, todas as noites.  Existem  também  as  chamadas  projeções à  distância. É  como  entrarmos  numa  máquina


 

ultra-veloz e darmos de cara com um lugar que nunca vimos, no tempo e no espaço. Não existe recordação  do  percurso  feito,  o  fato  é  que  num  piscar  de  olhos  você  está  em  outro  lugar  ,  as vezes até em outro tempo, passado ou futuro. Tal fenômeno, de viajar no tempo, aconteceu comigo.  É  muito  estranho  você  se  deparar  com  outra  cidade,  da  Idade  Média,  com  pessoas  e construções  referentes  à  época,  sendo  que   poucos  segundos,  eu  me  via  em  meu  quarto, observando meu corpo físico dormir. Existem projeções de percursos mais curtos também. Há casos em que você permanece o tempo todo em seu quarto, observando seu corpo físico (e isso é um choque para que não sabe do assunto, pois acaba achando que está morto e fica desesperado),

casos em que o corpo astral passeia pela casa, pela vizinhança ou visita pessoas próximas. E

 também,  os  casos  onde  encontramos  outros  corpos  astrais,  de  pessoas  vivas  ou  não,  esses últimos  habitando  outras  dimensões  (conforme  sua  evolução  espiritual),buscando  ajuda  ou ajudando outros , mas ai já entramos no terreno religioso, e pretendo fugir disso aqui.

 

 

7.12. Forçar uma Projeção? É possível?

 

Uma  pancada  violenta,  especialmente  na  cabeça,  da  qual  se  resulte  a  perda  da  consciência,  é outra causa comum da projeção astral. Mas não tentar isso....você pode vir ter consciência de que está projetado, mas é muito mais certo de que não se lembre de nada. Existe uma espécie de "lei"(segundo  alguns  autores  que  li),  sobre  a  projeção  astral.  É  a  seguinte:  "Se  a  vontade subconsciente  for  tomada  pela  idéia  de  mover  o  corpo  e  a  parte  física  for  tolhida,  a  vontade subconsciente  moverá  o  corpo  astral  independente  do  corpo  físico".  Trocando  em  miúdos  e resumindo  bem:  temos  uma  mente  (consciente),  certo?  

 

Temos  um  subconsciente,  certo?  Não sabemos  quase  nada  acerca  dele,  e  ele  fica  lá,  dentro  de  cada  um  de  nós.  Suas  vontade  e determinação tem força muito superior a da nossa mente consciente, então, caso desejemos ter algum êxito, devemos começar a enviar mensagens ao nosso subconsciente. Nossa mente deve deixar claro o que deseja, de maneira que nosso pensamento se infiltrando e se firmando até alcançar nosso subconsciente. Talvez em função disso não seja tão fácil fazer projeção. Não é um desejo de nossa mente consciente. Também não é fácil termos tudo o que desejamos...nossa mente não tem toda essa força. Mas o subconsciente sim. E como é bem complicado lidar com ele e entendê-lo, o meio mais fácil é tentar transmitir algo através da mente consciente.

 

Quando dormimos, nossa mente não pode se opôr a vontade inconsciente. O cordão astral: todos os estudiosos sabem que é como de estrutura elástica, ligando o corpo astral ao físico. Algumas pessoas  quando  se  projetam,  tem  receio  de  que  ele  se  estique  demais  e  acabe  por  se  romper. Outras, maravilhadas com o que vêem, nem se lembram dele. Quanto menor o espaço entre dois corpos, tanto maior o seu impulso magnético e tanto mais difícil é manter a estabilidade do corpo astral. Ele tende a ser puxado novamente para o corpo físico, pelo simples fato de estar muito próximo. quanto mais longe estivermos de nosso corpo físico, mais longa será a nossa projeção.

 

E assim que alcançarmos o chamado limite de atividade do cordão, nos encontraremos livres e entregues  à  nossa  própria  vontade,  sem qualquer  submissão  às  excentricidades  de  nossos sentidos, instabilidade do corpo ou quaisquer outras complicações.

 

7.13. Projeções Prolongadas:

 

Nesse tipo de projeção, distante e prolongada, o corpo físico pode tomar um aspecto cadavérico, em função de que recebe pouca quantidade de força cósmica. Em alguns casos, pessoas foram tidas como mortas. Nesse tipo de projeção, a temperatura do corpo tende a cair.

 

7.14. O Projetor se Perde:

 

Não, não é possível isso ocorrer. O projetor NÃO se perde. Mesmo que fique um longo período fora de seu corpo físico. Em regra, a força de controle subconsciente sabe exatamente o que está fazendo.  Em  certas  circunstâncias,  ficamos  maravilhados  com  lugares  e  coisas  que  vemos  no plano astral. Em determinada projeção, me senti assim. Não queria de forma alguma voltar ao meu corpo físico, mas quando me dei conta, já estava lá, dentro dele.

 

7.15. Cordão Astral e Cordão Umbilical:

 

Qual o mais misterioso? Contradição dos céticos considerarem o nascimento como sendo algo natural e a projeção astral como sobrenatural, visto que não podemos explicar nenhum dos dois fenômenos. Apenas estamos "mais acostumados" a um do que ao outro.

 

7.16. A Consciência durante a Projeção:

 

A princípio, é uma questão de sorte. Mas...se podemos induzir a projeção, através do envio de mensagens ao nosso subconsciente, por que não fazer o mesmo solicitando a presença de nossa consciência,  no  decorrer  de  uma  projeção?  É  possível  ficar  consciente  desde  o  início  de  uma projeção sim, mas voltamos ao fato de que pode ser sorte, visto não ser comum. É mais comum ficarmos conscientes durante a projeção.

 

7.17. Controlando um Sonho para a Projeção:

 

estamos entrando na parte técnica. Sigo aqui, alguns conselhos de Sylvan Muldoon, dados em seu livro "Projeção Astral". Aliás, grande parte do material aqui exposto, vem dele. Apesar de ser bastante formal, é um livro muito interessante.

 

Sylvan nos aconselha a seguir alguns passos para alcançarmos a projeção astral, e recomenda:

não acreditem, experimentem primeiro. Vejam se funciona! Então, aqui vai:

 

Em  primeiro  lugar,  tente  manter  ao  máximo  sua  consciência  enquanto  entra  no  processo  de adormecimento.  Force-se  a  ficar consciente.  Tarefa  difícil,  né?  Com  o  passar  do  tempo, conseguirá cada vez mais ficar próximo do momento em que o sono vem. Um bom exercício? Tente manter um braço levantado, e quando ele começar a cair(você está adormecendo), lembre-se de que está consciente.

 

Crie um sonho para si mesmo. Um sonho em que faça algo que goste e que esteja em primeiro plano,  sempre  em ação. Por  ex:  sonhe  que  está voando(se gostar) ou nadando.  Algum tipo  de sonho assim. Construa-o mentalmente todos os dias, como se fosse algo muito importante. Vá firmando esse sonho em seu subconsciente. Crie riqueza de detalhes, recorde-se deles todos os dias. Até que consiga sonhar (de verdade) o sonho construído.

 

Lembre-se do sonho criado quando for dormir - mantenha a consciência. Imagine que o sonho está começando no exato momento em que adormecer de verdade.

 

Isso feito, pode ser que você esteja sonhando. E como você sabe todos os detalhes desse sonho (você  o  criou),  lembre-se  de  que  está  num  sonho  e  que  deve  ficar  consciente.  Entendeu  o processo?  É  um  começo, concordam? Consegui  fazer  projeções  de  outras  maneiras,  mas confesso que essa ai funcionou bem comigo.

  

7.18. Outros fatores estimulantes da Vontade Subconsciente:

 

Sede. Exatamente. Sentir sede antes de dormir. Não, não se levante e vá beber água.

 

Deixe  seu  corpo  astral  tentar  fazer  isso.  Provoque  uma  situação  dessas  (coma  sal,  fique  sem beber água umas 3 horas antes de deitar) e veja os resultados. Mas, caso não se sinta preparado, nem  tente  fazer  isso...o  nosso  corpo  astral  sente  de  maneira  muito  mais  intensa  todas  as sensações (medo, dor, amor, etc), então, pode ser que sua sede se transforme em algo horrível e incontrolável - pelo menos para a sua mente consciente. Seu subconsciente pode criar ilusões que não lhe farão bem. Se esse é o seu caso, nem tente esse método.

 

7.19. Alguns fatores Negativos:

 

Luz. O corpo astral se separa do físico com mais facilidade quando em repleta escuridão. Uma luz fraquinha é o ideal. O sexo é outro fator negativo, devido ao fato do sangue circular mais intensamente, praticamente impedindo a projeção astral. Então, recomendo um bom sexo e alívio de todos os desejos antes de tentar fazer uma projeção. Ruídos.

 

Atrapalham, assustam, enfim, não colaboram. Pôr isso é mais fácil a projeção durante a noite. menos barulho. Um barulho estranho pode causar uma repercussão em seu corpo astral, jogando-

o contra seu corpo físico de forma brusca, já que as sensações são bem mais intensas.

 

7.20. Alguns fatores Positivos:

 

Temperatura adequada do corpo (nem frio nem calor), cobertas não muito pesadas (para não ter a sensação de estar sendo sufocado e para não induzir a um sonho do tipo), alimentação leve, não usar  remédios  estimulantes  ou  bebidas  são  fatores  que  auxiliam  no  preparo  de  uma  possível projeção com êxito. Já a mente, deve estar perturbada.

 

Perturbada  no  sentido  de  inquieta,  podendo  criar  o  esforço  adequado  para  a  projeção.  Na hipnose, é necessário absoluta placidez mental do paciente, visto que as ordens vem do operador. Em caso contrário, é necessário estimularmos nossa mente a fazer tal esforço, que o fator vital na projeção é a força da mente agindo sobre o subconsciente.

 

7.21. Sobre o Corpo e o Plano Astral:

 

disse que ele se trata de uma réplica exata de nosso corpo físico, e isso se deve ao fato de que o  plano  astral  é  constituído  basicamente  pelas  chamadas  "formas-pensamentos".  Você  pensa, você cria. A diferença é percebida no que diz respeito as sensações, elas são mais intensas e bem diferentes das do plano físico. Exemplo simples: faço uma projeção astral e vejo um anjo. Pode ser um anjo mesmo, mas também pode ser algum outro corpo astral que imaginei ser um anjo. E pior: pode ser uma simples projeção da minha mente! Eu criei um anjo! Em todos os sentidos. Ele  não  está  lá,  não  é  nenhum  corpo  astral.  Mas  eu  o  desejei  ali  e  acabei  pôr  criá-lo.  Bom, voltemos à segunda hipótese: eu vi um anjo. Mas não era um anjo de verdade, era apenas outro corpo astral. Qual a imagem que temos de um anjo? Na minha cabeça, ainda fala mais alto as recordações de infância. Então ele é loiro, com cachos e olhos azuis. E usa roupas brancas e tem asas. Logo, eu o verei assim. Mesmo que ele não seja assim. É a minha vontade sendo projetada

sobre uma forma-pensamento.

 

Poderia ser um demônio também. Imaginem o horror! Voltando às sensações. Você passou sua vida fumando. Morreu. Foi para plano astral, certo? Lá, ainda tem hábitos terrenos, visto que não se acostumou com o plano astral. Então você cria uma forma pensamento de um cigarro e fuma.

 

Mas não vai ter o mesmo prazer que tinha aqui na Terra. A sensação não é completa. É como beber e nunca ficar bêbado. Lembram-se de "Ghost, do outro lado da vida" ? Eles colocam bem isso.   Mais   detalhes...até   onde   li   (mas   não   visitei)   existem   sete   esferas   no   plano   astral. Comamos  pelas  mais  baixas  e  terminamos  na  mais  alta,  onde  o  homem  não  passa  de  uma mente conversando por telepatia com outras que estão ali. Complicado de entender, né? Bom, nunca fui nesse plano.

 

Sugiro que leiam "A viagem de uma alma" de Peter Richelieu, Editora Pensamento.  Apesar  de  romanceado,  o  livro  tem  dados  importantíssimos  acerca  dos  planos astrais.

 

Mais detalhes...no meu caso(já fiz projeções completamente conscientes, do início ao fim), ao começar uma projeção senti um tranco nas pernas, e senti que meu corpo se deslocava para o alto. Estava em algum lugar, tentava andar. É incrível, mas você não anda no plano astral: você flutua!

 

Achei que fosse comigo, mas obtive a mesma informação de outras pessoas também. Se tentar andar, é como se estivesse bêbado, sai cambaleando. Então, solte o corpo e flutue, cerca de 1 metro do chão. A sensação é muiiiito boa! Mais uma curiosidade: não tente falar.

 

As palavras se engasgam na boca e não sai nada...pense...apenas pense...e se estiver conversando com outra pessoa ela entenderá perfeitamente o que você es "pensando". Bom, por enquanto é só. Não tenho  tanta  experiência  na  área,  portanto  cuidado  com o  mail que  pretende  me  mandar,  hein? Mas, tenho boa vontade em responder a todos.

 

Projeção Astral, dentre todas as coisa que li, vi e experimentei,  é  sem  dúvida,  a  que  mais  me  fascina.  Sei  que  o  caminho  é  longo, difícil,  e solitário. Mas aqui estou eu, como vocês, tentando me projetar de novo essa noite. Pra quem já conseguiu  conscientemente, desejo  sorte  e  que  consiga  de  novo.  Pra  quem  nunca se  lembrou, desejo arduamente que se lembre, que esteja consciente na próxima projeção. A sensação é sem igual. Temos uma mundo novo à nossa volta e acho um absurdo nos contentarmos em apenas dormir. No mínimo, lembrem-se de seus sonhos, que também não deixa de ser um mundo tão interessante quanto o da projeção, apesar da falta de consciência. Fim...

Texto traduzido do Livro de Robert Bruce

310.8.5 - ROBERT BRUCE


Robert Bruce é um autor respeitado internacionalmente, místico. Um pioneiro espiritual verdadeiro, leva a sério com profundidade a experiência de busca do autoconhecimento que é notável. Por mais de 30 anos, Robert explorou a mecânica, energética e dinâmica dos fenômenos paranormais e espirituais (como as coisas funcionam), especialmente out-of-Body Experience (Experiências Fora do corpo), o corpo de energia humanos, cura e auto-cura, o espiritual e o desenvolvimento psíquico, prática autodefesa psíquica, maior auto-comunicação, e Lei Universal.

 

Sua primeira experiência permite-lhe fazer sentido de tudo isto a um nível totalmente novo. Robert é um homem que vive na realidade maior e convida outros a se juntarem a ele. Nascido na Inglaterra, no ano do Carneiro, Robert reside no Land Down Under, Sunny Austrália. Robert palestras a nível internacional e considera a sua vida para ser um trabalho em progresso.


Dos pilares do trabalho de Robert é seu inovador Corpo consciência tátil Imaging sistema de trabalho direto de energia. Este é um método revolucionário de estimular diretamente o corpo de energia e os seus chakras. Este sistema utiliza o sentido do tato, a percepção da percepção da imagem corporal. Robert sistema é tão simples que qualquer um pode fazê-lo efetivamente em apenas alguns minutos de instrução. Este sistema de trabalho tem aplicações de energia universal. Ele pode ser usado como um autônomo de estimulação de energia do corpo e do sistema de desenvolvimento, para o desenvolvimento espiritual e psíquica, cura e auto-cura. Também pode ser usada para capacitar qualquer sistema tradicional ou a prática que utiliza a energia sutil, incluindo Yoga, Tai Chi, Reiki, Qi Gong, Artes Marciais, etc métodos de Robert são muito fáceis de aprender e de fazer, mas eles são mais eficazes na estimular o corpo de energia que qualquer outro sistema. Os estudantes geralmente sentem a atividade de energia sutil perceptível apenas após a prática de alguns minutos. Este nível de ativação do corpo de energia é algo que normalmente leva anos de prática dedicado para conseguir usar outros sistemas.
 

   

Indice - compilado por Beraldo Figueiredo

Página Principal